quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

U2: Música e Espiritualidade




Suas letras se ouvem nos púlpitos. Sua música tocando em santuários. Seus vídeos são vistos nas escolas dominicais.
O Rabino Steve Lebow de Kol Emeth em Marietta, nos Estados Unidos disse: "Eu tenho dado aulas sobre rock and roll e espiritualidade, e quando você procura alguma banda que faça mais alusões bíblicas e temas espirituais em suas músicas, U2 surge como a número 1. "
Outro pastor,Jake Hill, começou em setembro a dar aulas de "teologia do U2" em uma igreja em Atlanta, chamada Saint James United Methodist Church, em setembro de chamada de teologia do U2. Ela atrai cerca de 15 pessoas nas noites de quarta-feira.
"A maioria de suas músicas têm uma mensagem de unidade, estamos todos juntos nisso", disse Hill.
Hill passou a fazer isso após um dos outros pastores de Saint james lhe mostrar o livro: "Temos que carregar uns aos outros: O Evangelho segundo o U2", que entre outras coisas mostra a tendência espiritual do U2 e referências à fé na sua música. O livro foi escrito pelo professor de Inglês na Univesidade Evangélica de Baylor, no Texas Greg Garret, que nos primeiros anos de formação do U2 escrevia para uma revista de música, e naquela época entrevistou a banda. Hoje em dia Greg se afastou da fé, mas continua um grande fã da banda irlandesa e disse que uma pessoa pode sim ouvir as músicas da banda sem se preocupar com seu contexto espiritual e mensagens de esperança, fé, entre outras coisas e ainda afirma que: "eles são uma banda de rock que trabalham muito bem nas questões de paz e justiça, mas eu não falo sobre o assunto: cristianismo", embora ele considere que ignorar o cristianismo é não considerar de onde vêm a paz e a justiça.
Todos sabem que Bono, Edge, Larry e Adam em sua juventude fizeram parte de um grupo de adolescentes carismáticos conservadores na Irlanda, e Garret conta que se separou deste grupo após não concordar que eles poderiam ser roqueiros e ao mesmo tempo cristãos. Após algum tempo a banda deixou para trás a religião organizada, mas jamais abandonou a espiritualidade ou a fé.
A música "40" é uma citação clara do salmo 40 e o último album do U2 "No Line on The Horizon" está repleto de imagens bíblicas, como em "White as Snow", que faz referência a um cordeiro "branco como a neve". Estas e várias outras canções da banda se referem especificamente a Jesus, Deus e também falhas da igreja.
Greg Garret disse que escritores de revistas de rock e blogs notaram que a espiritualidade é um dos pontos altos na música do U2, e isso reflete em uma recente pesquisa realizada entre jovens americanos onde muitos afirmam que apesar da grande rejeição a religiões organizadas, mas são definitivamente espiritualizados.
Igrejas que usaram o U2 para atrair as pessoas:
A Igreja Episcopal criou um serviço chamado um U2charist, em que a música da banda tocada e dada como oferenda para a erradicação da pobreza e da doença. Outras igrejas também adotaram o serviço.
Primeira Igreja Metodista Unida em Pensacola, Estados Unidos, realizou uma U2charist em agosto, com direito a sorteio de dois convites para o concerto em Georgia Dome na semana passada. O evento que normalmente recebe cerca de 200 pessoas, aumentou para 400, como disse o reverendo Geoffrey Lentz.
Será que vale a pena?
"É. Acho que a música do U2, principalmente as letras, são perfeitas para o contexto da Igreja e do culto ", disse o reverendo Lentz, queplaneja ir com mais integrantes da igreja em mais alguns concertos da tour 360 do U2.

Escute esta música e medite em sua letra: "GRACE".... Musicas que exalam espiritualidade... 



Nenhum comentário:

Postar um comentário